Você sabe o que Gazzetta propõe para o Meio Ambiente em Bauru?

O que o prefeito eleito pretende fazer com as Áreas de Proteção Ambiental e lixo?

Foto de Clodoaldo Gazzeta, prefeito eleito em Bauru, durante campanha. Clodoaldo está com camisa azul, segurando um microfone numa mão e atrás dele uma slide com o slogan de sua campanha (Bauru sempre em frente: uma nova e feliz cidade).
Gazzetta é eleito após 24 anos tentando chegar à Prefeitura de Bauru (Foto: Rede Social/Reprodução)
O segundo turno das eleições para prefeito em Bauru foi definido, neste domingo, sem tantas surpresas. Clodoaldo Gazzetta (PSD) foi eleito com 59,96% dos votos válidos. Seu adversário, Raul Gonçalves (PV), ficou com 40,04%.

Durante sua campanha, o prefeito eleito foi duramente criticado pela promessa de criar uma força-tarefa para acelerar, em 100 dias, a reorganização da cidade. Os adversários colocaram em Clodoaldo o apelido de "promessão".

Em seu plano de governo, Gazzetta afirma que quer uma “cidade reconhecida pela sustentabilidade, pela qualidade dos recursos hídricos, preservação de áreas verdes, proteção dos animais, pelo tratamento adequado dos resíduos”. Confira uma análise dos principais pontos ligados ao meio ambiente do programa de ações da coligação  vencedora "Bauru Sempre em Frente".

Orçamento apertado, propostas polêmicas e diversos desafios


Gazzetta, que já foi secretário de Meio Ambiente em Bauru na década de 90, tem diversos desafios para sua próxima gestão. A área ambiental é uma das mais problemáticas. Entre as questões mais polêmicas estão o descarte de resíduos sólidos, gestão dos recursos hídricos e os problemas de enchentes e mobilidade urbana da cidade.

Leia também: Alagamentos em Bauru estão longe de acabar

Para os resíduos sólidos, Gazzetta quer realizar, em parceria com o atual prefeito, um chamamento público de manifestação de interesse para a implantação de PPPs (Parcerias Público-Privadas) ainda esse ano. Em entrevista à TV UNESP durante a corrida eleitoral, ele reconhece a necessidade da reciclagem, mas afirma que, uma vez implantada a PPP, o modelo de tratamento pode incluir desde reaproveitamento de recursos até a incineração destes.


A proposta de asfaltamento da cidade é outra questão-chave. O prefeito eleito prevê recursos vinculados ao PAC para implantação do recapeamento das vias. Este ano, no entanto, a Secretaria de Obras da cidade tornou o recapeamento pontual por conta da retenção de gastos. O asfalto chegará às atuais ruas de terra, e com ele linhas de ônibus para atender os moradores dos bairros mais afastados?

Dois funcionários da secretaria de Obras de Bauru fazendo o recapeamento de um buraco na frente de uma casa com portão branco
O recapeamento pontual prevê o tamponamento de buracos pontuais na cidade (Foto: Priscila Medeiros/Sec. Obras)
As propostas relacionadas a Áreas de Proteção Ambiental (APAs) merecem atenção especial no plano de governo. Clodoaldo quer alterar o artigo que trata das APAs “para atender os princípios constitucionais que regem o direito de propriedade”. O texto atual prevê que não será permitido o loteamento para fins residenciais dentro das APAs. Uma vez flexibilizado, as APA´s poderão ser utilizadas para construção de residências. Gazzetta quer, ainda, condicionar sua ocupação às regras do Plano de Manejo que deverá ser produzido.

Segundo a Secretaria do Meio Ambiente, Bauru possui três APAs "que tem por objetivo proteger e conservar a qualidade ambiental das bacias hidrográficas de Bauru, para garantir a quantidade e a qualidade da água do abastecimento público". As leis que protegem as APAs do Rio Batalha, Campo Novo e Água Parada podem ser encontradas neste link.

As APAs são assunto de discussão intensa e até mesmo judicial em Bauru. Segundo reportagem do Jornal da Cidade em 2014, elas correspondem a 66% do território do município. O veículo classificou as APAs como um entrave ao desenvolvimento da cidade. Já o atual prefeito, Rodrigo Agostinho (PMDB), respondeu: "Bauru precisa crescer, mas preservando onde é necessário". O novo prefeito irá pesar para qual lado da balança quando assumir?

Gazzetta deve contar com grande apoio dos eleitos na Câmara de Vereadores. A maioria fazia parte de sua coligação ou demonstrou apoio após o primeiro turno. Isso lhe dará mais tranquilidade para passar seus projetos com folga. O prefeito eleito precisará saber como domar o interesse de tanta gente diferente que o apoiou.

Confira um infográfico com as demais propostas feitas durante a campanha de Gazzetta:
Loading...
Loading...
Leia também:  Por que não passa ônibus na Getúlio?



Comente com o Facebook: