Eco esfoliantes contribuem na redução da poluição hídrica

Saiba como cosméticos contaminam o meio-ambiente

Resultado de imagem para microesferas de polietileno
Esfoliantes que utilizam microplásticos poluentes são os mais presentes no mercado. Foto: Reprodução/ a Naturalíssima

A pele é o maior e um dos mais importantes órgãos dos seres vivos. É também, aquele que está mais sujeito a danos externos seja por impurezas, radiação solar e até mesmo pelo próprio passar dos anos. Sendo assim, é muito importante dedicar alguns cuidados a ela e um deles é a esfoliação.
Através de uma descamação física ou química, os esfoliantes removem as células mortas do tecido cutâneo favorecendo a renovação celular. Eles também aumentam a capacidade de absorção da pele para produtos de tratamento posterior como hidratante, protetor solar, etc.
O mercado de cosméticos oferece uma variedade imensa de esfoliantes, a maioria composta por microesferas de polietileno, polipropileno, polietileno tereftalato ou nylon que são aquelas bolinhas coloridas contidas também em algumas pastas de dente, shampoos e sabonetes. O que muita gente não sabe é que esses microplásticos são muito poluentes e estão contaminando rios e oceanos, além de animais que ali vivem.
Isso acontece porque as microesferas flutuam e são muito pequenas ao ponto de não serem retidas nas estações de tratamento de esgoto. E não se engane pelo tamanho! Elas absorvem pesticidas e metais pesados e introduzem esses poluentes nas cadeias alimentares ao serem consumidas por peixes e pequenos crustáceos, podendo fazer com que esses poluentes cheguem até aos próprios seres humanos.

Para saber se o esfoliante contém microesferas de plástico, procure na composição palavras como “Polyethylene” ou “Polypropylene”. Foto: Giovanna Adelle

E o que está sendo feito?

A iniciativa “Beat the microbead” da fundação holandesa Plastic Soup fiscaliza marcas de cosméticos no mundo todo, lista os produtos que usam as bolinhas plásticas e informa consumidores sobre os gigantescos riscos ambientais. Além disso, lugares como o Reino Unido, Canadá e Nova Zelândia já baniram os microplásticos e outros países buscam a mesma resolução.

Então devo parar de usar esfoliantes? A resposta é não! Você pode encontrar produtos que substituem os microplásticos por matérias-primas naturais como sementes. A empresa Natura é uma das que aderiram a essa ideia.
Segundo a funcionária Luciana Canela, os esfoliantes da Natura deixaram de utilizar as esferas de polietileno, substituindo-as por matérias vegetais como o arroz e o bambu. A comunicação oficial da empresa afirmou também que há apenas um produto da marca que ainda mantém o poluente, mas que deixou de ser produzido, restando poucas unidades em venda na América Latina.
Há outros cosméticos que são completamente à base de matéria vegetal. Para o Instituto Biodinâmico (IBD) e para o organismo de inspeção Ecocert, os cosméticos denominados naturais e que são certificados por esses órgãos não contém aditivos químicos, organismos geneticamente modificados e nem derivados de petróleo ou do sofrimento animal.

cosméticos naturais
Conversamos com a Maria Eduarda Pierri, proprietária da Flores.seremos, um negócio de cosmetologia natural e práticas sustentáveis e estudante de ciências farmacêuticas da Unesp Araraquara. Para ela, os esfoliantes naturais ainda têm outro diferencial pois podem conter ingredientes terapêuticos como os óleos essenciais e pós argilas. "Dessa maneira, podemos incluir hidratação, relaxamento, revitalização, cicatrização, produtos anti-inflamatórios e outras medicinas".
Outro aspecto citado pela empreendedora foi a dificuldade que esse mercado enfrenta perante a grande indústria.
Cosméticos naturais industrializados ou artesanais ainda não são economicamente acessíveis à toda comunidade, portanto, não é simplesmente uma questão de escolha. O que precisa ser feito é retirar o artesão de cosméticos da informalidade, com políticas públicas que fortaleçam sua profissão, que lhe ofereçam condições de competir com grandes marcas em equidade.
Além de tudo, você também pode usar esfoliantes caseiros. De acordo com a dermatologista Maria Laura Malzoni, as receitas caseiras também são passadas por dermatologistas, pois garantem um ótimo resultado, não prejudicam o meio ambiente e ainda reduzem os custos da receita médica. Confira abaixo algumas receitas de esfoliantes caseiros.
Para prepará-los basta misturar todos os ingredientes e aplicar a mistura suavemente na pele, fazendo movimentos circulares.

1. Esfoliante caseiro iogurte e café

1 colher de sopa de iogurte natural;
1/2 colher de sopa de borra de café.

2. Esfoliante caseiro mel e fubá

1 colher de sopa de mel;
1/2 colher de sopa de fubá.

3. Esfoliante caseiro para o corpo

1 colher de sopa de açúcar;
1 colher de sopa de fubá;
3 colheres de sopa de óleo vegetal de sua preferência

4. Esfoliante caseiro para os pés

3 colheres de sopa de açúcar cristal;
1 colher de sopa de óleo de amêndoas.

Edição: Giovanna Romagnoli


Comente com o Facebook: