Henrique Meirelles traz propostas acessíveis ao meio ambiente

O candidato afirma ser a principal escolha para o gerenciamento de crises no Brasil

henrique meirelles
"Chama o Meirelles para presidente, 15" é o bordão usado pelo candidato (crédito: Gabriel Reis/ISTOÉ)
























Henrique de Campos Meirelles tem 73 anos, é vinculado ao MDB (Movimento Democrático Brasileiro, antigo PMDB) e está concorrendo ao cargo de Presidente da República nessas eleições com a legenda 15.

Nascido em Anápolis, no interior de Goiás, Meirelles é executivo da área financeira e já ocupou cargos importantes no Brasil e exterior, entre estes foi presidente do Banco Central do Brasil (BCB), de 2003 à 2011 e Ministro da Fazenda de maio de 2016 à abril de 2018, no governo de Michel Temer.


Influenciado por uma família de políticos, o presidenciável iniciou sua carreira política em 2002 quando foi eleito Deputado Federal por Goiás e desde então esteve em cargos importantes ao lado dos últimos 3 presidentes. Em sua chapa seu vice é Germano Rigotto, cirurgião-dentista e advogado.

Caso eleito, suas principais propostas em relação ao meio ambiente são de seguir os objetivos do Acordo de Paris, incentivando o reflorestamento e estimulando o investimento em energias renováveis. Além disso, Meirelles pretende retomar obras de infraestrutura e logística decisivas para o aumento da competitividade da agricultura e reforço da segurança no campo.

Henrique também afirma buscar a valorização da biodiversidade brasileira e promover ações e proteção ao patrimônio natural, como a criação de unidades de conservação nos arquipélagos de São Paulo e São Pedro (PE) e Trindade e Martim Vaz (ES), o incentivo a redução do desmatamento na Amazônia, a recuperação de nascentes e a revitalização do Rio São Francisco, assim como a conversão de multas ambientais em novos recursos para serem usados em programas de conservação e revitalização do meio ambiente.

O candidato de centro não possui propostas ousadas e, sim, acessíveis e de extrema importância ambiental. Henrique Meirelles não deu “um salto maior que a perna” em seus projetos para o governo; portanto, caso eleito, tem condições de cumprir as promessas em relação ao meio ambiente, se assim se esforçar.



Continue acompanhando: O próximo candidato que iremos conhecer será Jair Bolsonaro do PSL. Para conhecer suas propostas para o meio ambiente, siga o Jornal Impacto Ambiental!

Edição: Giovanna Romagnoli