Cosméticos do bem

Juntando saúde e beleza, produtos naturais se tornam um atrativo para quem busca causar menos impacto no meio ambiente


Cosméticos feitos a partir de produtos naturais estão em alta entre consumidores/ Pixabay
Parabenos, petrolatos, sulfatos e silicones, estes são alguns dos ingredientes mais usados pela indústria de cosméticos, por serem conservantes e emolientes de baixo custo. Porém, além de nocivos para o meio ambiente, ameaçam a saúde do consumidor, já que alguns são considerados de médio risco apenas pela necessidade de cautela na dosagem ou pela possibilidade de reações alérgicas.

Por conta disso, a busca por cosméticos naturais vem crescendo. Fabiana Araújo, fisioterapeuta, entrou em contato com esse universo em 2015, a partir dos cuidados com o cabelo e a técnica Low Poo. “Meu interesse foi aumentando conforme lia artigos que apontavam os malefícios de alguns compostos, principalmente para a saúde feminina. Na busca por alternativas fui incorporando os cosméticos naturais no meu dia a dia e me lembrei de várias receitas que usava quando criança por indicação da minha avó”, comenta.




Dentre os benefícios do uso desse tipo de cosméticos, Fabiana diz sentir que sua pele e cabelos ficaram mais saudáveis, hidratados e resistentes. “Acredito que todos deveríamos começar a fazer essas mudanças. Produtos naturais tratam nossas peles e cabelos e não apenas "mascaram" sua aparência, não possuem compostos que farão mal a nossa saúde ou ao meio ambiente, além de serem baratos”, afirma.

Os cosméticos naturais devem conter, pelo menos, 95% de substâncias naturais e ser formulados com substâncias certificadas. Em Bauru, dois estudantes de química na Unesp, cansados das matérias-prima prejudiciais utilizadas, se juntaram para criar uma marca de cosméticos naturais e artesanais, a Essenz.


Os produtos que mais chamam a atenção do público são os de cuidados faciais, como sabonete e esfoliantes/

Foto: acervo pessoal de Bruna Stratus    

A Essenz - cosméticos artesanais é regida por Bruna Stratus, estudante de química da Unesp Bauru e Hermmann Ulisses, químico formado que já esta há um ano no mercado. Bruna comenta que a principal diferença entre sua produção artesanal e natural e a indústria é a forma de fabricação. “Nossos produtos são fabricados um a um, o que permite o cuidado e acompanhamento de cada produto, optamos por matérias primas naturais, sem utilização de metais pesados ou derivados de petróleo. Além disso, não testamos nossos produtos em animais e optamos também pelas matérias-prima que não são de origem animal”.

A comercialização de produtos naturais também está crescendo e aos poucos, vem espalhando entre os consumidores a importância da utilização de cosméticos que não são prejudiciais para nosso organismo. Para Fabiana, começar a se interessar no assunto foi uma ferramenta de autoconhecimento e uma maneira de cuidar do próprio corpo.

O uso de cosméticos naturais pode começar de forma simples, com produtos que você tem em casa, como óleo de coco, azeites e glicerina bi-destilada, que podem ser usados para a hidratação, borra de café, para esfoliação, e gel de linhaça, como finalizador.

Aprendendo com o Impacto: Desodorante Natural

Para te ajudar a dar um primeiro passo, o Impacto te ensina a fazer um desodorante natural sem adição de alumínio, triclosan e outros ingredientes nocivos.

Você vai precisar de:

1 colher de sopa de óleo de coco
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
Gotas do óleo essencial de sua preferência (opcional)

Modo de fazer:

Derreta o óleo em banho-maria. Quando estiver completamente derretido, adicione os outros ingredientes. Agora é só armazenar em um recipiente de vidro e utilizar normalmente.

Editado por: Ingrid Watanabe