• Fulano

Incêndio na Estação Ecológica de Bauru


Fogo se alastrou rapidamente por conta do tempo seco


A foto mostra galhos retorcidos e queimados e muitas cinzas no chão.
Rastro de destruição deixado pelo incêndio na Estação Ecológica de Bauru. Foto: Marco Previdello/TV TEM

Por João Mateus Macruz


Cerca de 70% da Estação Ecológica de Bauru, a única reserva de Mata Atlântica da região, foi devastada por um incêndio na quarta-feira (16/09). Para acabar com as chamas, o Corpo de Bombeiros contou com a ajuda da corporação de Marília e de um helicóptero Águia. Entretanto, mesmo assim, as labaredas foram controladas apenas no dia seguinte (17/09).


O incêndio pode ter sido causado devido à uma falha em um poste da Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL). Enquanto isso, especialistas afirmam que o reflorestamento do local pode demorar uma década. Além da perda da flora, o fogo pode ter atrapalhado a reprodução das aves nativas, que costuma ocorrer nesta temporada. Nesta segunda-feira (21/09), em comemoração ao Dia da Árvore, novas espécies da flora nativas da Mata Atlântica foram plantadas na área.


A foto mostra a reserva queimada e muita fumaça.
O fogo, segundo especialistas, pode ter consumido mais da metade da Estação Ecológica. Foto: Jornal Dois

Além da Estação Ecológica, Bauru também sofre com outros focos de queimada desde o início da semana passada. O mais preocupante ocorreu perto de uma distribuidora de combustível, em que brigadistas ajudaram a conter as chamas no local.


Edição: Anna Araia

1 visualização